Assumir-se como lésbica – 3 Truques para correr bem

Assumir-se como lésbica - 3 Truques para correr bem

Assumir-se como lésbica é um dos passos mais difíceis na vida de uma mulher lésbica. Contar à família, contar aos amigos e não conseguir prever a reação é um dos maiores medos, mas que deve ser ultrapassado.

Porque deve assumir-se como lésbica

A dúvida que passa na cabeça de muitas mulheres lésbicas é saber se é realmente necessário assumir-se como lésbica. A resposta é sim, assumir-se é um dos passos vitais para ser feliz.
É completamente normal que atrase este passo, principalmente se não estiver em nenhuma relação, mas quando está com alguém este passo torna-se vital.
Não precisa de se assumir assim que inicia uma relação com uma mulher, mas quando esta se tornar estável deve considerar avançar. Se a sua companheira já se tiver assumido pode ficar magoada com o seu receio, interpretando-o como um sinal de que não sabe se quer realmente estar com ela.
Mais importante que tudo assumir-se como lésbica é ser verdadeira consigo própria e sentir-se orgulhosa da pessoa que é.

1. Nunca deixe que alguém conte por si ou que descubram

Se ainda não deu o passo de assumir-se como lésbica não deve deixar que ninguém desconfie. Evite demonstrações de carinho públicas ou contar para outras pessoas que possam contar aos seus amigos e família.
É importante que as pessoas próximas de si saibam isso por si e não por terceiros. Ao ser você própria a contar, vai ter a oportunidade de explicar o seu ponto de vista, o que não acontecerá se as pessoas descobrirem.

2. Analise as pessoas que a rodeiam

Antes de dar o passo final e assumir-se como lésbica é importante analisar as pessoas da sua vida. Esteja atenta aos amigos e à família e veja como eles reagem quando confrontados com a homossexualidade. Leia uma noticia em voz alta, fale do casal gay das telenovelas, vejam um filme lésbico, etc., puxe o assunto de forma discreta e analise as respostas.
As pessoas que reagirem melhor devem ser as escolhidas para contar primeiro, sejam amigos próximos ou família. Elas poderão ajudá-la a lidar com as outras pessoas e podem ainda dar-lhe um novo ponto de vista que a irá ajudar na hora de contar.
Contar à pessoa errada em primeiro lugar pode influenciar negativamente a opinião de todas as outras.

3. Esteja segura de si e não menospreze o assunto

Quando finalmente for contar é importante que esteja segura de si e fale do assunto num tom sério. Esta é a sua vida e ser aceite como lésbica é importante para si. Explique que o amor entre mulheres funciona da mesma forma que o amor entre um homem e uma mulher.
Se utilizar um tom leve ou mesmo de brincadeira, as pessoas vão pensar que está apenas confusa, que isso não é importante e que em breve irá passar. Isto fará com que não a levem a sério e que tentem demovê-la.
Seja firme nas suas palavras e transmita que isto é um assunto importante e que já pensou muito sobre ele, logo não é algo que vai passar. É quem você é!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *